Bichectomia, a cirurgia plástica da bochecha

A Bichectomia é a solução, para muitos pacientes, que sempre se sentiram incomodados, com os problemas causados, pelas bochechas grandes.

A finalidade desta plastia pode ser estética, ou funcional:

– Estético: com o objetivo de afinar o rosto, deixando-o mais delineado.

– Funcional: com o objetivo de reduzir as mordidas, involuntárias, internas das bochechas, que costumam causar aftas enormes e doloridas.

A cirurgia é realizada, na mucosa, na parte interna da boca (bochecha), na altura dos dentes molares superiores e não deixa cicatriz externa, ou perceptível.

A incisão é mínima, sob anestesia local, podendo ser realizada em consultório odontológico e que tem por objetivo a remoção de um acúmulo de gorduras das bochechas, chamada de Bola de Bichat ou Corpo Adiposo de Bichat.

Esta gordura, localizada entre os músculos da bochecha (músculo masseter e músculo bucinador), tem um importante papel, durante a fase de amamentação, pois auxilia o nenê na sucção do leite materno.

Nessa fase, a Bola de Bichat tem a função, de evitar que, as bochechas do recém-nascido, colabem (se unam), enquanto ele suga o leite materno, além de proteger, os ramos bucais, do nervo facial. Você pode notar que todo nenê é bochechudo.

Após a infância, a Gordura de Bichat não tem mais função fisiológica, podendo ser retirada sem problemas.

A Bichectomia não é um procedimento novo, ela já é realizada há mais de 30 anos, para reduzir o volume interno da bochecha, favorecendo o equilíbrio funcional, junto ás pessoas que costumam morder, involuntariamente, as bochechas.

Sendo uma cirurgia de pequeno porte, a Bichectomia tem as suas indicações e suas contra-indicações, bem como as suas limitações, que devem ser avaliadas, clinicamente, pelo Cirurgião Dentista, para um planejamento adequado, pois infelizmente, como todo procedimento estético, quando realizado sem critério, pode gerar danos irreparáveis, daí a importância de um bom planejamento.

O ideal é que a pessoa tenha mais de 18 anos, pois, nesta idade, seu crescimento ósseo já está concluído.

Ressaltamos que não há uma contra indicação, da realização da técnica, antes dos 18 anos, porém não é recomendável.

O volume da Bola, ou Gordura de Bichat não está necessariamente relacionado com o peso corporal, por isso que muitas pessoas emagrecem, mas continuam com o rosto bem redondo e é nestes casos que temos a indicação da remoção parcial desta gordura.

O procedimento não altera, de maneira alguma, a qualidade ou textura da pele, pois a bola de Bichat é bastante profunda. Com o passar do tempo há uma acomodação dos tecidos, sem qualquer mudança na qualidade da pele das bochechas.

Algumas pessoas ficam temerosas, em relação a perderem as ?covinhas? das bochechas, após a realização da Bichectomia, mas isso não acontece, pois essas depressões surgem da inserção dos músculos, que fazem a mímica da boca, os quais não são alterados.

Em relação ao pós-operatório, este se assemelha as remoções de dentes terceiros molares (siso). O paciente deve repousar por 3 dias, se ausentando do trabalho, evitar exposição ao sol, bebidas e alimentos quentes e exercícios físicos. O inchaço, geralmente, dura uma semana, mas pode variar de individuo, para individuo. A compressa de gelo, no local, é indicada nas primeiras 48 horas, após a cirurgia, e a dieta deve ser fria e pastosa na primeira semana.

Tanto o cirurgião dentista, especialista em Cirurgia Buco Maxilo Facial, quanto o médico, Cirurgião Plástico, estão aptos a realizarem a cirurgia plástica da bochecha, a Bichectomia.

Publicado por


Comentários no Facebook